Fique atento com a dirofilariose, o “verme do coração”

Você já ouviu falar em dirofilariose? A doença, também conhecida como “verme do coração”, é importante na rotina clínica, sobretudo em regiões quentes e litorâneas, mais propícias aos principais vetores da doença.

Segundo o professor e doutor Felipp Silveira, a dirofilariose é transmitida por mosquitos dos gêneros Aedes, Culex e Anopheles. Quando picados por esses mosquitos, as larvas transmitidas podem chegar ao coração dos animais e se desenvolver. “Isso causa um quadro congestivo importante do lado direito do coração e pode causa sintomas graves, como edemas e crises respiratórias intensas”, explica.

Felipp ainda ressalta que falta mais atenção e divulgação para o “verme do coração”. É comum o tutor achar que a doença pode não ocorrer no pet por residir em regiões de baixa incidência da doença. “Não podemos esquecer que, eventualmente, um vizinho próximo pode ter passado um período com seu animal em uma área endêmica e ao retornar, já parasitado, pode ser picado por um vetor que transmita ao seu pet.”

Por esse motivo, é sempre importante manter o protocolo de vermifugação dos animais em dia.

 

Promoção No Ritmo Certo: Setembro Vermelho

O Instituto Qualittas traz uma oferta exclusiva no mês do Setembro Vermelho, que faz alerta sobre doenças cardiovasculares. Aproveite desconto de 50% na inscrição e na 1ª parcela dos curso de Pós-Graduação em Cardiologia Veterinária. Essa promoção é válida até 30 de setembro. Veja mais informações no site.