Encontro apresentou o novo prédio da sede da CRMV-SP e argumentou os questionamentos apresentados pela categoria

A Faculdade de Medicina Veterinária Qualittas esteve presente no encerramento das atividades do CRMV-SP Escuta de 2023, no prédio novo da sede do CRMV-SP, na Vila Mariana em São Paulo, na tarde de quarta-feira, dia 6. O encontro debateu os principais questionamentos apresentados pela categoria, como a guerra contra cursos de Medicina Veterinária Ead, a retenção de receita para antibióticos, a facilidade de acesso a tratamentos por meio da inteligência artificial, o comércio de animais vivos entre empresas/criadores/feiras, a sustentabilidade, os planos de saúde desenfreados e sem regulamentação, as parcerias público-privadas (PPPs), a preocupação com o Banco de Sangue Animal, a importância da participação dos profissionais na política e no CRMV-SP, a documentação necessária para evitar processos éticos, o exercício ilegal da profissão e as dúvidas sobre equipamentos em clínicas e hospitais veterinários.


“O evento é importante para trazer os problemas da categoria e a necessidade de maior engajamento político na profissão. É necessário contar com mais médicos-veterinários líderes, atuando em políticas públicas importantes para garantir a saúde única”, diz o diretor e professor, Francis Flosi.

Durante o ano, um grupo de trabalho envolvendo a Diretoria, Chefia de Gabinete da Presidência, membros de Comissões, Assessoria Técnica e Jurídica, além dos profissionais de apoio como Comunicação, apoio logístico e Setor de Eventos, trabalharam para colocar em prática um projeto ousado e desafiador.


A ação passou por várias regiões do Estado para ouvir pessoalmente as demandas locais dos médicos-veterinários e zootecnistas. Durante os encontros, os participantes compartilham suas necessidades, demandas, críticas, sugestões e recebem orientações em tempo real.

Facebook

Arquivos

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*


Mais artigos