Foto: Divulgação/Embrapa/Gisele Rosso

Aplicativo permite acompanhar crescimento e reprodução do rebanho leiteiro

Para companhar o crescimento e o peso das novilhas e bezerras, a Embrapa coloca à disposição do médico-veterinário e do pecuarista de leite a versão digital da Roda do Crescimento, uma ferramenta tecnológica que integra o aplicativo Roda da Reprodução. Gratuito, o novo recurso permite que o produtor gerencie os animais de recria, indicando se as bezerras e as novilhas estão abaixo ou acima do peso ideal desde o dia do nascimento até chegar à fase reprodutiva.

Pelo aplicativo é possível registrar o peso dos animais ou importar as informações de outras bases. Os bovinos são apresentados na tela por cores e formatos padronizados, sinalizando a situação de crescimento dos animais. Com isso, o sistema informa se estão com o peso ideal para a cobertura de acordo com as tabelas padronizadas para rebanhos de pequeno, médio e grande porte das raças.

“A lógica é colocar todo o rebanho de uma forma visual para o pecuarista tomar decisões gerenciais”, ressalta André Novo, chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pecuária Sudeste (SP). O principal benefício é possibilitar a ação do produtor na manutenção do peso ideal das bezerras para assegurar que a reprodução ocorra na hora certa e que haja lucro com a atividade leiteira.

Essa versão atualizada integra a Roda da Reprodução e a Roda do Crescimento em um único aplicativo. A integração dos dados do rebanho é automática, permitindo o gerenciamento completo das fases de reprodução e crescimento, facilitando o trabalho. “A do crescimento complementa o funcionamento da Roda da Reprodução, de forma similar, permitindo que o produtor, que já está acostumado com a versão atual do aplicativo, possa usar essa nova funcionalidade de forma tranquila”, conta o pesquisador Marcos Visoli, da Embrapa Informática Agropecuária (SP).

Na Roda do Crescimento vão ser colocadas as bezerras de até 12 meses e as novilhas que não entraram em reprodução, da mesma forma e na mesma cor do quadro do processo reprodutivo. A principal diferença é que o quadro do crescimento tem 24 meses e as bezerras são classificadas por peso e idade, aptas ou não para a cobertura. Quando são inseminadas ou cobertas, as fêmeas passam a integrar novamente o quadro da reprodução.

Os ícones das bezerras e das novilhas são diferentes de acordo com peso, idade, raça e previsão de idade ao primeiro parto. Animais acima do peso adequado são identificados com um triângulo voltado para cima. Animais com peso ideal recebem um círculo e são identificados com um triângulo voltado para baixo.

O bom gerenciamento do rebanho de bezerras e novilhas em uma propriedade leiteira influencia significativamente na fase reprodutiva e produtiva. Durante o período de crescimento, o foco do produtor deve ser o peso. “É importante controlar o desempenho para que o animal possa entrar em reprodução e criar com um peso adequado”, destaca André Novo. De acordo com ele, caso a novilha entre em reprodução com o peso abaixo do recomendado, pode-se perder o potencial genético de toda sua vida reprodutiva.

Uso do aplicativo

Para usar a Roda do Crescimento, o produtor precisa inserir o número de todas as bezerras e novilhas e seus respectivos pesos e datas de nascimento. O aplicativo utiliza cinco cores: azul para animais de até um ano; amarelo, sem idade e sem peso ideais; cinza, sem idade e com peso; vermelho, com idade e sem peso; e verde, com idade e peso adequados.

Com a Roda do Crescimento, uma novilha que está na cor verde, na idade e peso certos, pode ser marcada para fazer a inseminação, passando automaticamente para a Roda da Reprodução. Se a mesma novilha está vazia, ela retorna à do Crescimento.

“A integração garante uma boa usabilidade do aplicativo. Simplificamos alguns recursos, incorporamos novos filtros e adicionamos uma tradução para o francês, além das versões em inglês e espanhol já existentes”, complementa Visoli. A Roda da Reprodução, lançada em 2016, teve ampla adesão de produtores, atingindo cerca de 12 mil usuários, sendo 73% deles no Brasil.

O aplicativo ajuda o produtor a agir e corrigir problemas no início da vida do animal. Se a bezerra estiver abaixo do peso, ele pode aumentar a ração ou melhorar a pastagem do rebanho, por exemplo. Essa é uma possibilidade que o quadro físico não proporciona.

O acompanhamento durante o crescimento permite fazer interferências e evitar que o animal chegue à fase reprodutiva acima ou abaixo do peso. “Enquanto a novilha não cria, ela é improdutiva, por isso, essa fase deve ser a mais curta possível. O ideal é ocorrer o primeiro parto aos 24 meses no peso de cada raça”, conta Novo. Para raças pequenas, como jersey, por exemplo, o ideal é em torno de 450 quilos de peso vivo no dia do parto. Raças médias, cerca de 500 quilos, e raças grandes, 550.

Caso o animal entre em reprodução fora do peso adequado, pode-se ter sérios problemas. Além de dificuldades na hora do parto, terá baixo desempenho reprodutivo. “Uma vaca holandesa que parir com 400 quilos de peso vivo produz metade do que produziria com seu peso adequado. Quando um animal entra no processo de produção, e cria pela primeira vez, há uma restrição em seu crescimento. Ele ainda cresce em torno de 10% da primeira cria para a segunda, não conseguindo crescer mais do que isso depois da cobertura”, explica o chefe de Transferência de Tecnologia.

Para o produtor de leite Rodrigo Ferreira, de São Carlos (SP), a nova versão do aplicativo facilitou o dia a dia na fazenda. “Podemos acompanhar o desenvolvimento da bezerra do nascimento até a entrada na reprodução e todo seu ciclo produtivo”, conta. Segundo ele, a propriedade já fazia o gerenciamento pelos quadros físicos, tanto o da Reprodução como o do Crescimento. “A vantagem agora é que podemos ter tudo isso no celular. Consigo bater o olho em todas as fases e ver rapidamente se a novilha está no peso ideal”, destaca Ferreira.

O aplicativo Roda do Crescimento está disponível gratuitamente no Google Play, acessível somente pelo sistema operacional Android.

(Fonte: Embrapa)